segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

VIVER SEMPRE TAMBÉM CANSA


Viver sempre também cansa
O sol é sempre o mesmo e o céu azul
Ora é azul, nitidamente azul,
Ora é cinzento, quase verde
Mas nunca tem a cor inesperada

O mundo não se modifica
As árvores dão flores
Folhas, frutos e pássaros
Como máquinas verdes

As paisagens também não se transformam,
Não cai neve vermelha
Não há flores vermelhas que voem
A lua não tem olhos
E ninguém vai pintar olhos à lua

Tudo é igual, mecânico e exacto

Ainda por cima os homens são os homens
Soluçam, bebem, riem e digerem.
E há bairros miseráveis sempre os mesmos,
Discursos de Mussolini
Guerras, orgulhos em transe,
Automóveis na corrida.

Pois não era mais humano
Morrer por bocadinho,
De vez em quando,
E recomeçar depois,
Achando tudo mais novo?

Ah! Se eu pudesse suicidar-me por seis meses,
Morrer em cima de um divã
Com a cabeça sobre uma almofada,
Confiante e sereno por saber
Que tu velavas, meu amor do Norte.

Quando viessem perguntar por mim,
Havias de dizer com teu sorriso
Onde arde um coração em melodia,
“ Matou-se esta manhã
Agora não o vou ressuscitar
Por uma bagatela”

E virias depois, suavemente,
Velar por mim, subtil e cuidadosa
Pé ante pé, não fosses acordar
A Morte ainda menina no meu colo.

José Gomes Ferreira


Ainda quanto à carta de amor: porque é que ninguém disse que amar é um acto de entrega total, dormir e desdormir nessa única tarefa? Já amaram mesmo a sério sem actos de vitimização egoísta?

Aquela poeta também escreveu…”dizer-te que nada de impuro se alojará na curva da minha vida onde tu passaste e que aquele que não soube honrar-te quando te possuía ainda consegue ver claramente através das suas lágrimas e honrar-te no seu coração, onde a tua imagem jamais morrerá".





36 comentários:

elsa nyny disse...

Olá Critalzinho!!

Adorei o poema...mas "viver sempre (não) cansa" ...depende da maneira como se vive, não é??
Cada dia é novo, nunca foi vivido, depende tudo de nós!!!


Tudo de bompa ti!


:))

elsa nyny disse...

Olá Critalzinho!!

Adorei o poema...mas "viver sempre (não) cansa" ...depende da maneira como se vive, não é??
Cada dia é novo, nunca foi vivido, depende tudo de nós!!!


Tudo de bompa ti!


:))

SAM disse...

Acho que o Zé Gomes deveria ter lido o livro " Suicídio, modo de usar" lollolololool

beijo

Crystalzinho disse...

Elsa, às vezes cansa e muito!! Ainda bem que a ti nunca te aconteceu.
Bjs

Crystalzinho disse...

Sam,nunca te apeteceu adormecer durante muito tempo, deixar o mundo passar, e acordar renovado para enfrentar tudo de novo?
A mim acontece-me tantas vezes!!
Beijos para ti

Fallen Angel disse...

Sou suspeito, Crystalzinho... amo o sentimento, amo a poesia, amo as palavras... e creio que é tudo...

« Amar, amar e não amar ninguém »

Bom dia. *

Irritadinha disse...

Excelente este poema.

beijo

Diabólica disse...

Realmente, a vida, aparentemente é sempre a mesma, mas se nós "olharmos com olhos de vós", por vezes há coisas diferentes.

Um pôr do sol, lindo, mas em alguma coisa diferente, estar nessa mesma natureza com amigos de verdade...

E acima de tudo, temos um truque mágico para vermos as coisas de outra forma: O AMOR.

Acho que ele é, sem dúvida, um alimento de alma, que nós pode ajudar a ver as coisas numa outra perspectiva.

E se for verdadeiro, ainda mais.

Beijinhos.

Crystalzinho disse...

Angel, que bonito amor!!
beijos

Crystalzinho disse...

Irritadinha, ainda bem que gostaste.
Bjs

Crystalzinho disse...

Diabólica, realmente quando estamos apaixonados tudo tem outra côr, os pássaros cantam de maneira diferente e nós sentimo-nos parte integrante do verdadeiro milagre da natureza!!
Bjs

LB disse...

Ah, mas é! De entrega total! De contrário seria o quê, convívio, amizade, camaradagem?

Quanto ao viver sempre... eu gosto! ;)

Beijinho

noivo disse...

Puseste-me a reflectir....

marta disse...

Tenho tido alturas que o que apetece é fugir, dormir como dizes e bem. Morrer nunca me apeteceu muito, por saber que não há volta.

"amar é um acto de entrega total, dormie e desdormir nessa única tarefa"
Porque não é possível Cristalzinho, por isso não se disse.
Isso é o amor dos livros, dos poemas, mas não é o amor da vida.
Porque na vida passas o dia a trabalhar, sem mal te lembrares do amor e muitas vezes, pelo stress pelo cansaço discutes e zangas-te com esse amor.
Penso eu.
Beijinhos

Crystalzinho disse...

IB, então vive muito, amando e sendo, totalmente, amada.
Bjs

Crystalzinho disse...

Noivo, reflete e depois diz-nos a que conclusão chegaste.
Bjs

Crystalzinho disse...

Marta, entre o sonho e a realidade vai uma grande distância. Todos temos os nossos sonhos e idealizamos a nossa vivencia de uma forma que nem sempre a realidade deixa ser possível. Mas devemos sempre tentar!
Bjs

João JR disse...

Olá cristal:)
O poema é lindo..mas viver sempre é sempre bom! Vive cada dia como se fosse o último..para que a vida não canse nunca!
Um grande beijo para ti

Francis disse...

muito bom.

e ás vezes cansa mesmo.

Crystalzinho disse...

João, eu bem tento mas às vezes não consigo ser assim optimista. Por vezes canso-me, mas isso não quer dizer que não ache que viver é bom!! Existem dias em que queria que o céu fosse de um azul diferente... percebes?
Bjs

Crystalzinho disse...

Francis, ai cansa, cansa!!!
Bjs

Moinante disse...

Momentos de fraqueza todos temos , pelos mais diversos motivos , mas procurar a morte ,julgo não ser a solução .
Força rapariga , porque está a chegar o carnaval , é tempo de festa .
" Tristeza , por favor vai embora ... "
Um resto de boa semana " Crystalzinho "

AGRIDOCE disse...

A primeira vez que li o poema - devia ter sido postado há pouco tempo - não deixei o meu comentário, porque para além da falta de rima (que nem é muito importante para mim) as palavras não me transmitiam nada. Devia estar mesmo muito cansado!
Hoje, vim relê-lo e já encontro a musicalidade e a viagem que os poemas me oferecem.
Acho que estou a recuperar do cansaço, espero.

lua de papel disse...

tem dias que o cansaço da vida é tal, que me apetecia dormir e só acordar uns meses depois,
tem outros dias que não queria que o tempo passasse só para poder curtir certos momentos.

tem dias que a vida me cansa mesmo e de que maneira
bjs

cris disse...

Não há como viver um dia de cada vez ;o)
E qd nos sentirmos cansados, é so parar um pouco para respirar, tomar novo folego... e prosseguir!
Não vale a pena pensarmos na meta, apenas no caminho.

Beijinhos!

Rafeiro Perfumado disse...

E se amasses não quererias viver esse amor para sempre? Veio-me logo à memória a música dos Queen (vénia) "Who wants to live forever"...

Crystalzinho disse...

Moinante, já estou a escolher a minha máscara!! Vamos lá sambar!!
bjs

Crystalzinho disse...

Agri, fico feliz que estejas a recuperar do cansaço da vida.
"... morrer um bocadinho, de vez em quando, e recomeçar depois, achando tudo mais novo..."

Que comeces a achar tudo muito melhor!!
Bjs

Crystalzinho disse...

Lua de papel, tens dias que andas com a lua e outros em que estás aluada??? Como eu te entendo, querida lua.
Beijinhos e já estava triste com a tua ausência

Crystalzinho disse...

Cris, tens razão... agora estou a respirar, espera um pouco que já te acompanho na caminhada.
Bjs

Crystalzinho disse...

Rafeiro, se eu queria? Era tudo o que queria!! Mas achas que isso é possível, sem ser nos filmes ou nos sonhos?
Bjs

Just_me disse...

Eu já desejei muitas vezes adormecer,esquecer tudo em meu redor e so voltar a acordar quando tudo estivesse resolvido...

bjs

Just_me disse...

Só mais uma coisa adorei o poema é lindo...

Crystalzinho disse...

Just-me, por vezes era tão bom que isso acontecesse. Sabes, muitas vezes tenho saudades de quando era pequena e bastava contar os problemas aos meus país para parecer que tudo ficava bem. Tenho saudades que me passem a mão pela cabeça e me digam que não vão deixar que nada de mal me aconteça!!
Obrigada pela tua visita
Bjs

Trivialidados disse...

Adorei o poema. O amor deve ser dos sentimentos mais confusos, mas nada como as nossas cabeças para tentar decifrar. Um abraço e bom fim de semana.

Crystalzinho disse...

Tri, é confuso demais.
Bjs