domingo, 7 de janeiro de 2007

UM OUTRO OLHAR SOBRE O MUNDO

“ Um homem pode, se tiver verdadeira sabedoria, gozar o espectáculo inteiro do mundo numa cadeira, sem saber ler, sem falar com alguém, só com o uso dos sentidos e a alma não saber ser triste”.
Quem disse? Sabem? Um doce...
Hoje o nosso planeta enfrenta uma grave crise ecológica e numerosos recursos naturais diminuem. A humanidade chega aos limites de uma exploração finita.
Em breve, lá para 2050, a presença de 10 mil milhões de seres humanos, que hão de querer comer, lavar-se, vestir-se e viver dignamente impõe que se reflicta sobre a partilha de recursos cada vez mais raros.
A situação actual não incita ao optimismo.
As zonas naturais degradam-se, a biodiversidade decresce, os recursos em água, em matérias primas, em energia desvanecem-se, a miséria não recua, as desigualdades sociais são gritantes, os conflitos étnicos, religiosos e económicos crescem, os egoísmos nacionais, sociais e pessoais multiplicam-se.
Nós somos, talvez, a primeira geração que possui os meios técnicos e o conhecimento do funcionamento global do planeta para proporcionar um desenvolvimento harmonioso, para transmitirmos às novas gerações um mundo onde se possa viver com novas regras politicas, económicas, sociais, onde os modos de produção, os hábitos de consumo e os métodos de governo sejam diferentes.
Há quem chame a isto pensar o desenvolvimento sustentável.
Pensam nisso?
Quem escreveu aquilo lá de cima também disse que sentir é uma maçada.
Mas não é verdade.
Poder saber pensar! Poder saber sentir! Isso sim!

35 comentários:

ci disse...

A que o dizes...da tanto trabalho pensar...e sentir....nem se fala...:):)

beijinhos da ci

Anónimo disse...

podes crer

João JR disse...

Olá:)
Obrigada pela tua vista.
Felicito-te pelo teu espaço tb, gostei!
E quanto a este post..é bem verdade a tua reflexão, e seriamente preocupante na minha opinião. Concordo em pleno com as tuas palavras!
Voltarei..
Um grande beijinho

Minerva McGonagall disse...

Este é uma tema que me preocupa muito... até tenho medo de ter filhos!

LB disse...

Este é um tema que me tem preocupado bastante. Já o tinha mas, com a "verdade inconveniente", ainda fiquei mais preocupado.
Há já algum tempo que ando para fazer um post sobre o assunto (embora já o tivesse "tocado" há uns tempos).
Fizeste bem em levantar tema. Sempre podemos ajudar, por pouco que seja, a consciencializar mais alguns.
Bjinho.

Nanny disse...

Tens toda a razão. A mim preocupa-me bastante, ainda que, estupidamente, só tomo pequeníssimas atitudes pessoais, considero que deveríamos estar a tomar parte activo nesta luta.

Ainda há pouco tempo fui a um seminário sobre "responsabilidade social das empresas e desenvolvimento sustentável" e vim de lá mais preocupada do que fui...

Temos de tomar consciência, ou este mundo não terá um bom futuro!

Beijos

p.s. - qualquer dia não comento blogs com word verification - nunca acerto á 1ª!

Crystalzinho disse...

Ci, eu sei que preferes sonhar..:)
Beijinhos

Crystalzinho disse...

Obrigada João, também gostei da tua visita.
Volta sempre, esta casa é a tua casa.
Bjs

Crystalzinho disse...

Minerva, eu também. Hoje em dia já nem sei se ter filhos é um acto de amor ou de egoismo!

Crystalzinho disse...

Ib, era bom que ajudassemos mas, infelizmente, temos todos a memoria muito curta.

Crystalzinho disse...

Nanny, vou já tirar o word verification... não deixes de dar a tua opinião por isso.
Bjs

Teresa disse...

Cada vez mais sou de opinião que nós, os seres humanos, somos um animal estranho... porque razão não cuidamos mais do nosso planeta se (até prova em contrário), não temos outra alternativa de casa para morar ? Realmente em 2050 já não estarei cá certamente, mas é algo que me preocupa quando penso que condenamos as novas gerações. Um beijo e boa semana!

ci disse...

sabes as vezes dá mesmo vontade de viver nos nossos mundos de sonho...:):)

beijinhos da ci

Amaral disse...

Obrigado por teres estado no meu cantinho.
A verdade é que o homem, para além de racionalmente ter a obrigação de evitar a destruição do planeta, terá de procurar mudar as mentalidades, profunda e urgentemente.
O uso dos sentidos é óbvio que serve para apreender a fisicalidade do mundo terrestre.
O uso do seu corpo interior ajuda-o a encarar as coisas mundanas com um estado de espírito diferente, mais de acordo com os sentimentos da alma...
Ao fim e ao cabo, o problema estás nas crenças que originam comportamentos terrivelmente destruidores da vida humana e da natureza em geral...
Só uma mudança de mentalidades pode originar um abrandamento dos males que abundam por esse mundo fora...

voyeur disse...

E podem contribuir, como tu, Crystalzinho...


A palavra será sempre uma arma.

Uma boa semana.

Trivialidados disse...

Muito obrigado pela tu visita ao meu modesto blog. Gostei do que li no teu. A inveja é e vai continuar a ser o maior perigo para o nosso mundo. Um abraço.

Crystalzinho disse...

Teresa, parece-me que o ser humano pensa apenas no seu bem estar imediato. Os problemas que não sentimos, não são nossos por isso os outros que resolvam.
Hoje em dia, esta nova geração, já tem mais a noção de meio ambiente do que tinha a nossa e as anteriores.
Esperemos que ainda consigam fazer alguma coisa.
Boa semana para ti.
Beijos

Crystalzinho disse...

Ci, como eu te compreendo! Sou tão feliz nos meus sonhos... e aí o mundo é mesmo perfeito.
Beijos

amiga minha disse...

O tema fica para pensarmos sempre:proteger a camada de azono,lutar contra o aquecimento global,conservar a biodiversidade,reduzir o risco químico,purificar o ar,preservar os espaços naturais,poupar a água,ser eficiente na energia,apostar na reciclagem,respeitar as reservas piscícolas,os solos para a agricultura,fazer uso sensato da tecnologia,apostar no comércio equitativo e nas finanças éticas.
As grandes revoluç~poes são revoluções são culturais.
Vais um dia falar sobre o que mudou nos comportamentos das pessoas?

Crystalzinho disse...

Amaral, não é para agradeceres, para mim é sempre um prazer ler o que escreves.
Tens toda a razão, apenas uma mudança generalizada nas mentalidades, poderia alterar positivamente a nossa sociedade.
Beijos

Crystalzinho disse...

Voyeur, esperemos que ajude.
Boa semana.
beijos

Crystalzinho disse...

Trivialidades, eu é que tenho de agradecer os bons momentos que me proporcionas a ler o teu blog.
A inveja também é um grande mal da nossa sociedade. Deviamos aprender a lutar juntos e não cada um por si.
No dia em que o homem perceber que o bem da sociedade em geral é também o seu próprio bem, talvez tenhamos salvação.
Boa semana
Beijos

Crystalzinho disse...

minha amiga, esperemos que seja um tema que fique sempre presente na mente de todos e que, em conjunto, possamos contribuir na mudança dos comportamentos.
Uma boa semana para ti.
beijos

António Rosa disse...

Excelente post e óptima contribuição dos seus leitores. Muito bom.

Parece-me que o "ser humano" ainda não se convenceu que não é dono e senhor do planeta. Enquanto não sairmos desta territorialidade não conseguiremos avançar qualitativamente.

Os antigos sentiam que "pertenciam" ao local onde viviam. Era o culto de Gaia. Os modernos (desde a industrialização) em pouco mais de 100 anos, conseguiram esse "desligar" da nave-Terra.

Eu posso mudar de casa, de bairro, de cidade e até, de país. Não posso mudar de planeta.

===

Muito obrigado pelo linque que me fez aqui à sua lista. No meu blogue, já está no "Anel do Coração", assim: "Crystalzinho - Vindo do céu".

Abraço.

Rafeiro Perfumado disse...

Eu não lhe chamo desenvolvimento sustentável mas calamidade anunciada...

Crystalzinho disse...

Obrigada António pela sua contribuição e simpatia.
beijos

Crystalzinho disse...

Ai Rafeirinho, temo que tenhas toda a razão.
Beijos

asdrubal tudo bem disse...

É angustiante ler estas verdades que aqui escreveste.

Avusa disse...

Que bom ler-te!!!

Vou voltar…

Crystalzinho disse...

Asdrubal, temos é de dar o nosso melhor para as tentar alterar.
Bjs

Crystalzinho disse...

Avusa, que bom que é ter a tua visita.
Volta sempre
Bjs

ci disse...

" Silêncio"

O silêncio é a morte.
A morte de uma pessoa,
A morte de um espaço.
O silêncio pode-se vencer;
No silêncio pode-se lutar;
O silêncio pode-se combater.
O silêncio é solitário,
O silêncio é mudo,
O silêncio é triste.
Uma pessoa que vive no silêncio
Não pode viver feliz e contente,
Com auto confiança,
Como toda a gente.
O SILÊNCIO domina-nos....

O silêncio domina-me, a mim pessoa comum...por isso me retiro...até um dia destes...encontramo-nos por aí...

ci

António Rosa disse...

"QUE É O AMOR?"

Informação:

A capa do livro escrito por 58 autores de blogues "Que é o amor?" já está para vossa apreciação no blogue do livro:

http://queeoamor.blogspot.com

e, também, no "Postais da Novalis".

Além da capa, existem outras informações sobre este pequeno livro de bolso.

Pode funcionar como uma simpática prenda para o Dia dos Namorados.

Abraço.

António Rosa

===

Estou a ter dificuldade em deixar esta informação em vários blogues. Vamos lá a ver se consigo desta vez.

Crystalzinho disse...

Ci, já fui ao teu cantinho exprimir a minha indignação perante essa tua decisão.
Se não conseguir que mudes de ideias, desejo-te as mais sinceras felicidades.
Beijos

Crystalzinho disse...

António, que interessante!! Vou já saber como fazer para o comprar.
Beijos