segunda-feira, 28 de maio de 2007

O SILÊNCIO QUE MATA

Hoje recebi este mail. Li-o e reli-o e achei que o queria partilhar com o mundo. Aqui vai:


Na primeira noite, eles se aproximam
e colhem uma flor do nosso jardim.
E não dizemos nada

Na segunda noite, já não se escondem,
pisam as flores, matam o nosso cão.
E não dizemos nada.

Até que um dia, o mais frágil deles, entra
sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua,
e, conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.

E porque não dissemos nada,
já não podemos dizer nada.

- Maiakavski -

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável.

Depois agarraram os desempregados
Mas como tenho emprego
Também não me importei

Agora estão me levando
Mas já é tarde,
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo
- Bertold Brencht (1898-1956) -

Incrível é que, após mais de cem anos, ainda nos encontramos tão desamparados, inertes, e submetidos aos caprichos da ruína moral dos poderes dos Governantes, que vampirizam o erário, aniquilam as instituições e deixam aos cidadãos os ossos ruídos e o direito ao silêncio: porque a palavra, há muito se tornou inútil...

- Até quando? ....

67 comentários:

xistosa disse...

Muitas vezes na "ganância de haurirmo-nos, não aurir, mas nesta postagem até se podem confundir, não é necessário confundirmo-nos.
Basta a verdade do dia a dia!

Sei que existes disse...

Adorei ler este teu post!
É verdade, até quando vamos permitir toda esta má gestão do Governo que apenas tira a quem trabalha e apenas dá a quem nada faz? Até quando vamos permitir esta ditadura ridícula, que até já oprime a simples liberdade de expressão? Até quando vamos permitir ver "uns" a enriquerecem cada vez mais à custa da pobreza cada vez maior de todos os outros?
Até quando?
Beijinhos

Nanny disse...

Há textos que realmente nos tocam... e nos últimos tempos tu andas a captá-los de uma forma muito especial!

Será que já perdemos o direito a nos indignarmos, ou simplesmente estaremos a abdicar dele...?

Beijinho pensativo

Ana disse...

Infelizmente creio que sempre assim será. Por muito que uns lutem contra isso, outros (os demais) resignam-se ou lutam a favor...

Fallen Angel disse...

Até o Sol continuar a nascer e a pôr-se, receio...

Verde disse...

Cada gota é uma nota
Que seduz o coração
De quem ouve o marulhar
Escorrer em sua mão

Estalam as folhas no alto
No afago de suave vento
Alguma se irá soltar
Dando tom ao sentimento


Profético beijo

pé descalço disse...

Crystalzinho

eu tãmbém recebi este mail há dias
e tal como a ti tãmbém me tocou fundo...

mas acho que isto já não vai lá
nem com greves nem manifestações de desagrado
isto está mesmo a precisar é de uma abstenção geral nas eleições
para não ir mais longe
como forma de correr com essa corja de politicos corruptos e incompetentes que se pavoneam nos corredores da assembleia
como deuses e senhores da vontade do povo...

e eu acho que não é da vontade de ninguêm andar a trabalhar uma vida para alimentar individuos que nunca fizeram nada!!!
senão politica...
ou melhor pisar e gozar
com o suor que nos sai da pele...

Bjs e desculpa o meu sentimento de revolta...

LB disse...

Sim, até quando?
Excelente post este.

Beijinho

Francis disse...

muito bem dito...

Mara disse...

E um dia esta inércia ainda nos vai matar, mesmo que seja só por dentro que é onde nos dói mais. Porque eles fazem... mas nós deixamos fazer, sempre na esperança de que o dia de amanhã seja diferente. A vontade começa em cada um de nós. Beijinhos

melga meiguinha disse...

Enfim,

Este poema é um dos meus preferidos e está sempre actual infelizmente.
Obrigada pela força que me deixou no melga.

Beijocas.

melga meiguinha disse...

Enfim,

Este poema é um dos meus preferidos e está sempre actual infelizmente.
Obrigada pela força que me deixou no melga.

Beijocas.

Pitucha disse...

A demissão "social" de cada um de nós é grave. Contra mim falo!
Beijos

Kristal disse...

Olá, Cristalzinho ! Que linda está essa apresentação de slides ao lado do seu blog - "O Mundo visto por meus olhos" ! Adorei, assim como os seus textos tão sensíveis.

Luís Galego disse...

Incrível é que, após mais de cem anos, ainda nos encontramos tão desamparados, inertes, e submetidos aos caprichos da ruína moral dos poderes dos Governantes


Incrivel, de facto...

Thunder disse...

Beijos e votos de um óptimo fim de semana.

Thunder disse...

Bom fim de semana.
Bjs.

Pamela disse...

Não perca as esperanças!!!

ATIREI O PAU AO GATO disse...

Mayakovski foi poeta maldito numa época de trevas que em nome do sonho de um mundo mais justo acabou por escorraçar a dignidade da natureza humana a que pertence e com isso criou os alicerces para o indizível que, muito mais que o gulag e todas as atrocidades a ele associadas, se materializou no "homo soviéticus" bem ilustrado pelo mais fraco deste poema e que na realidade se traduziu pelo servilismo de quem denunciou e matou em nome de lógicas que se colocaram para lá do respeito pela vida e que hoje é o maior entrave à normalização de um país civilizado na Rússia saída do comunismo e, concomitantemente, o principal fertilizante de um mundo mafioso que dominou por completo a hipótese de um estado de direito naquele país continente e que, afinal, também ameaça a nossa liberdade.
Mayakovski foi pois levado ao suicídio pela demência de um estado de coisas em que a arte se queria manipulada em função de objectivos políticos e sociais que, em boa verdade, mais não eram que os propósitos de um grupo submetido a um chefe todo poderoso. Representante de uma corrente –o futurismo- literária não reconhecida por tais canones oficiais, incapaz de se submeter à poética que no contexto do realismo socialista se pretenderia que ele escrevesse, acabou por sucumbir ao pesadelo do desanimo de a quem pareceu não haver qualquer alternativa, no futuro, ao presente indigno em que viveu.
Com isso, Mayakovski, mais que este poema em que denunciou a cobardia de nos calarmos perante o indizível, foi ele próprio o melhor exemplo de como a primeira e a mais decisiva barreira que a tirania e o totalitarismo encontram reside na nossa coragem de, no dia a dia, nas pequenas coisas desse quotidiano, sermos capazes de dizer não à injustiça que faz dos mais fracos o capacho e o sangue de que se alimenta a ganância dos mais poderosos.
Parabéns pelo post, Crys, muitíssimo obrigada pelo alerta que “os vampiros continuam a vir pela noite calada para chupar o sangue fresco da manada”.
Há no céu uma estrelinha que não pára de brilhar, traz encantos, perfumes e delírios, para à Crys alegrar. É este o meu desejo para ti

Luís

PS
Crys, nada de agradecimentos ao Largo da Graça pois se há aqui alguém que deve revelar gratidão são os que te visitam, justamente pelo facto de te terem aqui.
Todo o amor que haja nessa vida para ti, Crys
Luís

inespimentel disse...

Também o recebi e fiquei gelada!
No meio do aparente silêncio em que tantas barbaridades se vão cometendo há a voz da consciência de gente que pensa e sente, que escreve, que se comunica e que está muito atenta,em sofrimento impotente, mas pronta para agir quando a oportunidade de o fazer em massa surgir... entretanto, acredito que cada um, no seu "canto", não cale a indignação que lhe rói os dias!

RB disse...

Isso é quase uma apologia da anarquia

João JR disse...

Lindo post Fernanda...adorei!
Desculpa a minha ausência...mas não há condições mesmo:( A vida não está fácil...num dia postamos algo de vitória e no outro tudo pode acontecer...já não tenho o 2º emprego!Foi rapido!!!!
Um beijo grande...qd eu responder ao teu desafio de alguns dias largos, venho cá chamar-te, ok??
Um abraço. bj à mana!

ci disse...

parece que até esse direito acabamos por perder...

beijos incomuns da ci

The one you know disse...

Mas alguem se preocupa com alguem????

Rafeiro Perfumado disse...

Essa de matarem o cão e ninguém dizer nada parece-me mal...

João JR disse...

Olá amiga:))
Desafiaste-me há umas semanas atrás e eu só agora arranjei um tempinho para corresponder ao teu desafio..e, tenho uma surpresa para ti! Vai ao meu blog:)
Beijos

Zorra disse...

Viva a LIBERDADE, bem mais precioso,que um ser humano pode ter. Depende de nós, seres humanos e também somos nós que com ela acabamos.
Acho que os portugueses já não são descendentes de D. Afonso Henriques, capaz de conquistar o "mundo".
Deixamos que tudo nos aconteça, somos ofendidos por quem nos governa que por mais paradoxo que nos pareça somos nós que elegemos e cuja palavra "Desculpa" em vez de ter o significado de humildade, parece ter o significado de fraqueza. Sim só os fracos,os incompetentes, os ditadotres não são capazes de a pronunciar.
Não é uma abstenção que precisamos, mas sim o contrário. O que mais temos feito todos estes anos foi abstermo-nos deixá-los fazer, hoje isto, amanhã aquilo e qualquer dia passam-nos por cima.
Talvez esteja na altura de dizer basta!!!
Para pensar!
Qual dos ditadores acabou bem na História.

Alexandre disse...

Coisas duras e cruas que continuam a mexer connosco porque o Homem não mudou nestes anos todos... ou se mudou foi para pior!!!

Beijinhso!!! Muitos!!!

xistosa disse...

O silêncio ensurdecedor dos inocentes.
Será em silêncio que iremos, (ou já terá sido?), assistir ao streep da Sofia Loren?
Todos temos um modelo ...
Eu possuo uma fita métrica e uma balança.
Não quero que me chamem pedófilo, com mais de 40 kg e 1.50 m e 18 de BI, serei ?
Vou tentar assistir EM SILÊNCIO.
Aos setenta e tal anos tem mesmo que ser em silêncio!
Talvez muitas fiquem boquiabertas, por verem papos no sítio certo e não no abdómen.
A natureza dotou a mulher duma coisa que MUITAS não sabem ou desconhecem.
Os "suspensores de Cooper"
São eles que lhe desenham a "fachada princípal", o resto, poderá ser uma intervenção cirúrgíca.
Necessitava de desabafar, ando em obras e stressado, apesar de não saber muito bem o que é isto.
Será acordar todos os dias com os dedos dos pés a mexer?
Ter arte e engenho para cozinhar o almoço para dois ou três, (o meu filho), ter tempo para aspirar algo necessário, colocar roupa na máquina, no programa certo e colocá-la a secar ?
Todos os meus vizinhos, também penduram a roupa para secar, mas foi necessário a xistosa dar o exemplo.
É tudo em SILÊNCIO, mas um silêncio transbordante de energia.
Será possível???
A vida, ao fim e ao cabo, não é tão cruel como os pintores a idealizam ... e tem SOM e MOVIMENTO ...

melga meiguinha disse...

Tantos dias sem postar.
Ainda está a pensar no poema do Brecht?

Beijocas.

xistosa disse...

Os tomates apodreceram ...
Tenho uma rúcula em boas condições ...
Que tal uma salada de alface (ou rúcula), dois ovos cozidos, um frasco de grão do Lidl e uma lata de atum do Lidl, ATENÇÃO : em água!!!!!
Teremos uma refeição COMPLETA par um dia de calor.
Então se for comida, debaixo duma ramada de maracujás, vão duas garrafas de Marquês de Borba, (reserva).
SIM!
Sou um comilão e beberrão, come e bebo em silêncio ...
A minha mulher está quase sempre contra as minhas tendências, diz que os velhos ficam assim ...
Se nos calarmos e comermos, o que poderão dizer de nós ???

O Lobo disse...

Está em nós a força de lutar para que o mundo seja melhor" No outro dia em discussão com um amigo (por sinal budista) dissémos que independentemente das nossas religiões e convicções podemos todos fazer mais pelo mundo e pelas pessoas que nos rodeiam (rodeiam no globo, não em nossa casa :P).
Acredito que o ser humano é e pode ser muito mais... Mas nós todos temos que dar uma "mãozinha"

O Lobo disse...

Está em nós a força de lutar para que o mundo seja melhor" No outro dia em discussão com um amigo (por sinal budista) dissémos que independentemente das nossas religiões e convicções podemos todos fazer mais pelo mundo e pelas pessoas que nos rodeiam (rodeiam no globo, não em nossa casa :P).
Acredito que o ser humano é e pode ser muito mais... Mas nós todos temos que dar uma "mãozinha"

João JR disse...

Olá Fernanda:)
Espero que estejas bem..
Beijos!

Stepan disse...

de Eduardo Alves Costa, Niterói, RJ, 1936

Tu sabes,
Conheces melhor do que eu
a velha história.
Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada.

Excerto do Poema publicado no livro 'Os Cem Melhores Poetas Brasileiros do Século', organizado por José Nêumanne Pinto, pág. 218.

Moinante disse...

Aguardam-se novidades ...

Um doce beijo orvalhado pela brandura serrana .

Kalinka disse...

OLÁ CRYSTALZINHO
ADOREI LER-TE, acredita...

Hoje vim ler-te e deixar um recado: Quando percorreres a Região de Évora e encontrares placas informativas com a expressão “Rota dos Sabores”, não hesites: segue-as. Verás que não te vais arrepender.

São elas que te vão dizer, em todo o Alentejo, onde se localizam os produtores e transformadores dos produtos tradicionais qualificados.
PRODUTOS QUE INTEGRAM A ROTA DOS SABORES
Além das Carnes e da fruta fresca há vários outros produtos que podem degustar-se e comprar para levar para casa:
Castanha de Marvão; Azeitonas de Conserva de Elvas e Campo Maior; Mel do Alentejo; Queijo de Nisa; Queijo de Évora;
Queijo Mestiço de Tolosa;
Ameixas de Elvas; Diversos Enchidos de Portalegre;Diversos enchidos de Estremoz e Borba...

Já chega. Se alguém me estiver a ler ficará com água na boca com toda a certeza.

Bom fim de semana.
Grande xi-coração para ti, linda menina.

elsa nyny disse...

o pior é que é verdade...


beijinhso

LB disse...

Meteste férias??? :)

Beijinho

Nanny disse...

E já reparaste que este teu silêncio nos está a deixar... moribundos?

Estamos à tua espera!

Beijinho da gata

elsa nyny disse...

O pior é que o sil~encio vai matando mesmo por aí...há que denunciar, erguer a nossa voz...contra as injustiças, é um dever!!

Gostei de meditar este assunto!
beijinhos

Kristal disse...

Cristalzinho,
um beijo da
kristal !

melga meiguinha disse...

Então Cristalzinho, quando consegue ter um bocadinho de tempo para nos vir fazer conpanhia?
Espero que esteja bem.

Beijocas.

xistosa disse...

O SONO é a antecâmara da morte ...

Dizem que foi Victor Hugo que tal afirmou ...

Desconfio, pois só nós mesmos, O PRÓPRIO, é que podemos responder!

A espera não será longa ...

O Lobo disse...

Já colocavas uma coisa nova para adoçar-nos o espírito anh?

Aproveito para te agradecer as visitas ao meu blog, hoje cheguei às 1000!

Um abraço de obrigado

Tre(e)tas disse...

Deixa a pensar...

Nanny disse...

Este teu silêncio mata!

Que se passa? Nem uma letra, nem uma palavra... apenas este grande silêncio!

João JR disse...

olá fernanda...
vim apenas deixar te um gd beijinho!

pé descalço disse...

Crystalzinho

ENTÃO QUE PASSA?

depois deste post
as saudades já andam por aí
a pedir outro...

Bjs

AGRIDOCE disse...

Este post já está com barbas brancas e careca, de cima a baixo.
Quando aparece um novo?
Beijinhos

Nanny disse...

Um beijo

Continuamos à espera...

Francis disse...

será que devemos começar a ficar preocupados ?

Sei que existes disse...

Por onde andas tu?
Beijinhos

Alexandre disse...

Olá, está tudo bem contigo???

Beijinhos!!! Muitos!!!

xistosa disse...

Parece que começo, cada vez mais, a acreditar que o silêncio mata!

xistosa disse...

Trago a botija de oxigénio.
Faltam os génios, mas trá-los-ei!

Chahy disse...

Texto fortissimo, e cruelmente real. Talvez, um dia, quando nos importarmos apenas com uma flor e lhe dermos o seu verdadeiro valor, enfeitar a nossa realidade tão feia, as coisas mudem. Talvez.

Aninhas disse...

"nos encontramos tão desamparados, inertes, e submetidos aos caprichos da ruína moral"
Não se aguenta.
Fiquei já abananada a pensar numa boa maneira de não desamparar a minha já de si pouco amparada moral...

:))

Teresa disse...

Sabes, há pouco estava a ouvir uma música do Gabriel o pensador - "Até quando?", que é exactamente sobre este tema. De facto, a realidade poderia ser tão diferente se cada um de nós exercesse a sua pequenina influencia. É que o somatório de pequenos nadas pode fazer uma GRANDE obra. Um beijinho e bom fds

Rafeiro Perfumado disse...

E até quando o teu silêncio?

Gata Verde disse...

Reparei que já desbundas-te em Ocho Rios...eu também!!!

Jamaica no problem!!!

Alexandre disse...

Olá, está tudo bem?

Muitos beijinhos!

Pong disse...

Bom bom, bonito bonito. Estamos pensativos. Virgem pensativa.

Charroco disse...

Com saúde e alegria
Muita boa disposição
A qualquer hora do dia
Um Charroco faz bem ao coração

E vem aí o entrudo VIVA à festa ...

adam brown disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Irritadinha disse...

Até quando é a pergunta que se faz sempre... espera-se que surja a resposta certeira.

bernard n. shull disse...

hi mate, this is the canadin pharmacy you asked me about: the link